Destaques do 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria
"Inovar é desenvolver a indústria do futuro"

Destaques do 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria

Acompanhe o que aconteceu durante o congresso, os principais assuntos discutidos e como influenciam quem trabalha com inovação.

Durante os dias 10 e 11 de Junho aconteceu em São Paulo o 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria, uma realização da Confederação Nacional da Indústria (CNI) junto ao Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O congresso tem a visão de que a inovação precisa ser uma agenda para o desenvolvimento do país e assim realizou diversas sessões com temáticas como o Brasil inovador, o futuro do trabalho, mulheres inovadoras, ecossistemas de inovação e vários outros assuntos que influenciam o meio e quem trabalha nele, além de painéis sobre tendências e momentos para apresentar startups.

Reunindo representantes do setor produtivo, do governo, da academia e parceiros estratégicos do ecossistema brasileiro e internacional, o evento proporcionou diversos debates sobre a inovação na América Latina possibilitando a troca de experiências. O congresso tem como objetivo promover a cultura da inovação empresarial, discutir as oportunidades para o Brasil diante das tecnologias da indústria do futuro, disseminar experiências inovadoras, debater propostas de aprimoramento das políticas públicas para a área e fortalecer a indústria no Brasil.

Durante a noite do dia 10 aconteceu também o Prêmio Nacional de Inovação, que visa incentivar e reconhecer os esforços bem-sucedidos da área nas organizações que atuam no Brasil. Participamos do congresso, pois fomos uma das 3 empresas finalistas no prêmio e aproveitamos para participar das atividades e aprimorar tanto a nossa cultura quanto o setor de inovação.

Alguns pontos que marcaram durante o congresso foram a importância de inovar hoje para transformar o amanhã e como a inovação é um motor do crescimento econômico. Precisamos criar um horizonte do futuro do país e a inovação é estratégica para isso, ela tem o papel de alavancar o ambiente privado, mas também é extremamente importante no âmbito público.

Conexões são essenciais para inovar; empresas, indústrias e startups têm investido cada vez mais no desafio do Open Innovation. Como falado durante o congresso, o mundo de negócios exige visão e conexão multidisciplinar. Além disso, foi falado sobre como inovar em grandes empresas impõe quebrar resistências e que para isso cooperar é mais importante do que reagir. Sobre o futuro do trabalho, debateu-se a importância de otimizar tarefas e performar de várias formas. Além das novas formas de trabalho: home office, freelancer, plataformas abertas e colaborativas.

De acordo com Nôga Simões, Gerente de Marketing e Inovação na CINQ: “o congresso promoveu um intercâmbio entre o governo, corporates, startups, parceiros estratégicos do ecossistema, tanto nacionais quanto internacionais, pois inovar implica em colaborar e isso só acontece por meio das boas conexões multidisciplinares internas e externas. Quando se fala em transformar o amanhã, parte-se do pressuposto das inovações diárias que tornam as empresas mais competitivas, sendo que a simplificação faz parte deste processo e foi apontada como fator fundamental”.

Outros assuntos que foram debatidos durante o congresso:

– Inteligência artificial, big data e computação quântica.

– Sistema de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), produção de bens de maior complexidade.

– Transição tecnológica: 5G. Universalização da banda larga, missão crítica e IoT.

– Necessidade de maior agilidade no processo de patentes para adoção de novas tecnologias.

– Inovação e sustentabilidade. “O futuro da energia é colaborativo” – Colaboração entre empresas e startups pensando na geração de fontes renováveis de energia.

– Blockchain é o futuro para serviços financeiros, crowdsourcing.

Inovação se trata de processos que atingem diversas áreas e conhecimentos, é uma busca por oportunidades e soluções, em meio a um cenário de incertezas. É procurar por novas formas de fazer algo, reinventando totalmente ou melhorando processos, e assim favorecendo as organizações em seus ambientes internos, no mercado, na produção de um produto ou execução de um serviço. O 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria proporcionou um ambiente colaborativo onde tudo isso foi discutido, permitindo a troca de experiências e parcerias promissoras.

Notícias Relacionadas

Paranashop – Destaques do 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria

Infor Channel – Destaques do 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria

SEGS – Destaques do 8º Congresso Brasileiro de Inovação da Indústria

Fechar Menu